Identificação!

A APPACDM do Moura- Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental é uma associação sem fins lucrativos, de solidariedade social e da iniciativa voluntária de particulares, que apoia pessoas com atraso de desenvolvimento, deficiência intelectual ou incapacidade, de todas as idades. A sua área de intervenção estende-se a nível nacional com maior interferência no distrito de Beja.  

Designação social:  APPACDM de Moura – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental. 

NIPC: 504646826 

A Nossa História!

A 14 de Novembro de 1978, deslocam-se a Lisboa o Presidente da CMM, Sr. Engenheiro Manso, o Sr. Arnaldo Edério Beirão Mendes Fialho e o Sr. José Armelim Mendes Fialho. 

Nesta altura, por deliberação tomada em Assembleia de Representatividade Nacional, realizada em Lisboa e constante da acta nº 216 da então denominada “Associação Portuguesa de Pais e Amigos das Crianças Diminuídas Mentais”, é criada a Delegação de Moura, com personalidade jurídica autónoma.  

Foram seus fundadores e membros da comissão instaladora, os sócios: Arnaldo Edério Beirão Mendes Fialho, José Saramago Ferreira Camacho, Elisa do Carmo Garraz Varela, Bento da Conceição de Almeida, Maria de Lurdes Carapinha Pé-Curto Fachadas, Antónia Leal Branco Colaço Matias, José Armelim Mendes Fialho, Diamantina do Carmo Chagas Escoval e António José Rufino Garrido. 

A CMM colaborou sempre na concretização deste sonho, primeiro com o apoio do Engenheiro Manso e posteriormente com o seu sucessor o Engenheiro Luís Ramos, que até ao seu falecimento continuou ligado à nossa Instituição. 

As obras arrancaram, tendo terminado no ano letivo de 1981/1982, altura em que inaugurámos, com a seguinte Comissão Instaladora: Arnaldo Fialho, José Armelim Fialho, Bento da Conceição de Almeida, Maria de Lurdes Fachadas, Elisa Garraz Varela, Diamantina Escoval e, por convite que lhe foi dirigido em Maio de 1981, o sócio Francisco Maria Dias Mendes. 

Iniciámos assim, o nosso trabalho prestando apoio a 22 clientes. Posteriormente, estabeleceu-se um acordo de parceria com a Câmara Municipal de Moura para ali construirmos um novo edifício que foi concluído em 1989. 

Só em 14 de Fevereiro de 1990 foram empossados os primeiros Corpos Sociais, eleitos em Assembleia Geral a 11 de Fevereiro do mesmo ano. Em 1994, a nossa sócia honorária D. Maria Cândida Tomás Marques Fragoso dos Anjos doou uma parcela de terreno de uma Quinta, para a construção de um Lar Residencial, iniciando-se assim as obras. 
Em 1998, por motivos de saúde do então Presidente Francisco Mendes, o Vice-Presidente José Camacho assume interinamente a presidência da Delegação. 

 
Ainda em 1998, a APPACDM toma conhecimento que, através de testamento, a D. Maria dos Anjos doa a restante parcela da Quinta onde já se tinham iniciado as obras para a construção do Lar, assim como uma verba para a compra de uma viatura.  
No dia 22 de Janeiro de 2001, foi então inaugurado o Lar Residencial, o único no Distrito de Beja, até esta data.  
A APPACDM de Moura existe hoje, como instituição de solidariedade social sem fins lucrativos, dotada de personalidade jurídica, com autonomia administrativa e financeira e património próprio, individualizada por acto público objeto de escritura celebrada em 10 de Maio de 2000, no Cartório Notarial de Moura, subscrita pelos associados José Saramago Ferreira Camacho, Luís António Ramos, Arnaldo Edério Beirão Mendes Fialho, José Armelim Mendes Fialho, Maria do Nascimento Guerra Valente Camacho, Amaro António João, Francisco José Treno Coutinho, António José Rufino Garrido, Francisco João Clérigo Balola, Emília do Carmo Martins Coutinho Clérigo e Maria Margarida Valente Camacho. 

© 2020 Lovecare. All rights reserved.

teste